• Karoline Hoffmann

Nubank bloqueia compras na Binance. Proteção ao cliente ou cerceamento à liberdade individual?



Uma polêmica tem dado dor de cabeça a clientes do Nubank que investem em criptomoedas: a empresa bloqueou compras com os seus cartões de crédito na Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo e que, inclusive, possui área/ferramenta em seu site voltada exclusivamente para os NFTs, que visa fomentar o lançamento de blockchain games.


A justificativa do banco estaria na proteção ao cliente, já que criptomoedas são – na visão da instituição – um negócio incerto e arriscado, suscetível a golpes e fraudes. Além disso, a empresa também cita que o cartão de crédito Nubank não gera rendimentos ou ganhos de capital.


Mas, afinal, cabe ao banco decidir como os clientes farão uso do seu cartão e, consequentemente, do seu dinheiro?


Ainda que investir em criptomoedas – principalmente aquelas novas, sobre as quais ainda não temos muitas informações – possa, sim, ser um negócio bastante incerto, o mercado cripto, no geral, já está bastante consolidado e conta com muitos projetos sérios, seguros.


Tendo isso em vista, seria mesmo papel do banco ‘proteger’ o cliente, ainda que ele não tenha solicitado tal proteção e tenha consciência das incertezas da transação?


Polêmico, né? O que você pensa sobre isso?

4 visualizações0 comentário